139…

Ando numa de leitura…
Tenho lido várias teses, de variados cientistas, e não só, que começam a tentar passar a ideia de que a culpa do aquecimento global não começou/agravou apenas a partir da chamada revolução industrial.
É uma fraca tentativa de retirar-mos as culpas dos nossos ombros, e atirá-la para cima de animais humanos que morreram à milhares de anos! Mas enfim…

A seguir deixo-vos um gráfico (clicar para ampliar) que elaborei com base em dados oriundos daqui

O valor máximo de CO2 registado é de 298,7 (ppmcv)(Partes por milhão por volume)
há cerca de 105213 anos.

O valor mínimo de CO2 registado é de 182.2 (ppmcv) há cerca de 386579 anos.

A variação máxima de aumento de temperatura foi de +3,19 ºC há cerca de 108308 anos.

A variação máxima de diminuição de temperatura foi de -9,24 ºC há cerca de 267434 anos

Ora a espécie “homo sapiens” surgiu há cerca de 150.000 anos que coincide com a subida de níveis do CO2 e uma manutenção em níveis algo elevados durante cerca de 50.000 anos, que por certo nos ajudou a evoluir num Planeta com uma temperatura mais amena.

Ora pelos dados do gráfico é facilmente perceptível, menos para os “cegos”, que o ciclo foi mais ou menos constante, e que agora estamos novamente na fase ascendente do ciclo. O único, grande, problema é que o “homo sapiens” de há 150.000 anos já não existe… Em seu lugar ergueu-se o “homo sapiens parasitus” e vai ser esta espécie que vai impedir a fase decrescente do ciclo.