188…

SSSS

Não… não estou a ficar com tendinites!

Siberian Sea Shelf Study

Estudo que está a decorrer e que tem como cientistas responsáveis a Sra. Natalia Shakhova e o Sr. Igor Semiletov (e respectivos colaboradores)…

No decorrer deste estudo estes dois cientistas já chegaram a uma conclusão:
Grandes quantidades de metano estão a ser libertadas para a atmosfera com origem em sedimentos da “East Siberian Arctic Shelf”
A seguir pode-se observar os locais onde têm sido efectuadas as medições do metano

São tudo menos boas notícias, pois o metano é o 3ª GEE mais importante no que concerne ao aquecimento global.
E o que é que está a provocar esta libertação anormal, segundo os cientistas, destas quantidades de metano?
O Aquecimento Global… é mesmo engraçado!

169…

COP 1, COP 2,… COP 14, COP 15, COP16,…
Eh… Eh… Mais parecem as sequelas de um filme de Hollywood!!!! Mas não… são umas reuniões (da treta) anuais onde montes de pessoas se juntam, gastam uns milhões de euros, para fazerem de conta que estão preocupados com o Planeta…

E assim, enquanto assistimos nestes últimos tempos, a estes “festivais”… lá pelas terras do Uncle SAM, no Estado do Arizona, a verdade vem ao de cima!

A Governadora…

ganhou coragem e fez o que todos, lá no fundo, querem fazer:
Não autoriza a proposta de cap-and-trade para os GEE no seu Estado…
Quem quiser pode ler a Ordem Executiva da Governadora aqui
Aconselho de viva alma a sua leitura… é inspiradora.
Acabo esta mensagem com a verdade (vou deixar em inglês que é mais “in”)

Money, Money, Money… I love you so!!!

129…

Continuação da mensagem 106...

Óxido Nitroso, outro GEE que aumentou a concentração na atmosfera deste o início da Revolução Industrial, principalmente devido à utilização de fertilizantes à base de nitrogénio. Mas outras são as fontes de emissão, como centrais de energia a combustíveis fósseis, produção de nylon, e claro, os veículos motorizados.

Local

Local

Os Gases Sintéticos (CFC’s), nem necessitam apresentação, digo eu!
Retira-se do nome que não são de origem natural… e foram desenvolvidos para sistemas de refrigeração, gases propulsores e material de limpeza solventes. Foram criados por volta de 1928 e desde então a sua concentração foi sempre a subir, até se ter descoberto que estes gases estavam a destruir a camada de ozono estratosférico. Foi então iniciada uma campanha global de parar a produção deles, e que foi muito bem sucedida. Os valores da concentração estão com tendência para estabilizar e no futuro para diminuir. No entanto como têm uma média de vida de cerca de 100 anos, ainda vão causando danos.

Para terminar vem o Monóxido de Carbono (CO) que não sendo ele próprio um gás considerado GEE tem no entanto influência na produção de metano e ozono troposférico. Como a maior parte das emissões provem de veículos motorizados, o Hemisfério Norte, é onde a sua actuação se mais faz sentir. Mas, também neste caso e após vários anos de aumentos constantes, até cerca do início da década de 1990, tem-se verificado que os valores estão com tendência de diminuição, devido à introdução de catalisadores.

Local

106…

Gases com Efeito de Estufa (GEE), são substâncias gasosas que absorvem parte da radiação infra-vermelha, emitida principalmente pela superfície terrestre, e dificultam a sua fuga para o espaço.

São eles, pela ordem de importância:

1º Vapor de Água (H2O(g))
2º Dióxido de Carbono (CO2)
3º Metano (CH4)
4º Ozono Troposférico (O3)
5º Óxido Nitroso (NO)
6º Gases Sintéticos (CFC’s)
7º Monóxido de Carbono (CO)

A Atmosfera

Vapor de Água: é uma faca de dois gumes. Se por um lado é o que se encontra na atmosfera em maior abundância potenciando desta forma o efeito de estufa, pelo outro essa maior abundância propicia a formação de mais nuvens(via condensação), nuvens essas que irão reflectir maior quantidade de energia vinda do sol. Como a nível cientifico não existe informação suficiente nem estudos que compreendam em profundidade este ciclo, este é sem dúvida um dos gases que vai merecer por parte da comunidade cientifica a sua atenção no futuro próximo, pois à medida que a atmosfera aquece maior será a abundância dele no sistema climático.

O Dióxido de Carbono… dispensa apresentações CO2… a sua concentração na atmosfera tem vindo a crescer continuamente… ficam a seguir diferentes gráficos para melhor percepção…
Para terem uma melhor ideia da localização das estações cliquem nos links “Local” (Precisam de ter instalado o Google Earth, depois de clicar na janela de gestão de download pedir para abrir com o Google Earth)

Local

Dispenso-me de fazer mais comentários a estes gráficos!
O Metano, é um gás extremamente eficaz na absorção de radiação, existe na atmosfera em menor concentração da que a do CO2, e seu tempo de vida na atmosfera é breve, de 10-12 anos, quando comparado com os outros gases.
Ficam igualmente de seguida gráficos das mesmas estações:

 
 
 
O Ozono, resulta da interacção do O2 e da radiação ultravioleta na estratosfera, onde é criada a chamada camada de ozono (ver imagem da atmosfera). Desta camada, uma pequena percentagem do ozono aí existente desce naturalmente para a superfície terrestre. No entanto desde o século XX este ozono troposférico tem vindo a ser complementado com ozono criado pelo homem (veículos, fábricas, fogos). Este ozono é o principal contribuidor para o smog fotoquimicio. É considerado pelo IPCC como o 3º mais importante GEE

continua em mensagem futura