689…

criança_guarda-chuva

“… A Civilização Presente!”

Gesto Sábio… E vindo de uma inocente Criança…

Eu apenas posso concordar…

Não é preciso muito para sabermos que esta Civilização Actual não tem qualquer possibilidade de Futuro nos actuais moldes…

Basta ir consultar o “Pai dos Burros”… Tão simples quanto isto!

Um dos pilares desta Civilização é o Crescimento Económico baseado em algo maravilhoso a que damos o nome de

CONSUMIR

Temos que CONSUMIR… Sem CONSUMO não há CRESCIMENTO ECONÓMICO, não há LUCRO, não há EMPREGOS… resumindo, NÃO HÁ VIDA!

Mas o “Pai dos Burros” não é “burro” e ele diz-nos que

CONSUMIR é: “Fazer desaparecer pelo uso ou gasto.”, ou “Gastar; devorar; destruir.”, ou “Corroer; apagar (com o tempo).” e por aí fora…

Nada na definição que nós próprios damos a “CONSUMIR” é BELO E DESEJÁVEL…

Como podemos então esperar que uma CIVILIZAÇÃO baseada em “Fazer desaparecer pelo uso ou gasto.”, ou “Gastar; devorar; destruir.”, ou “Corroer; apagar (com o tempo).” tenha FUTURO?

Não tem… É por demais evidente que não tem futuro…

No entanto, o bicho humano adora viver na Ilusão! É tão aconchegante para o espírito…

E claro que a Ilusão é criada por alguém… Por quem?

Bem… Uma vista de olhos rápida em nosso redor e, num piscar de olhos, (pelo menos para uns quantos) se chega a uma conclusão…

banquete_real

São nestes banquetes que as Famílias se juntam para criarem a ILUSÃO de que os ESCRAVOS não o SÃO, e de que podem através do TRABALHO ÁRDUO vir a SER ALGUÉM DE SUCESSO NA VIDA!

Que bela ILUSÃO…

Realmente é melhor VIVER nesta ILUSÃO…

Pois a REALIDADE do que estas Famílias fazem para estarem ali, sentadas em redor daquela “mesa” não é suportável…

legado_ingles

Pelo menos para uns quantos alucinados que teimam em andar por aí…

Independentemente de tudo isto…

A Civilização Actual não tem futuro, pois fruto do CONSUMISMO, estamos activa e rapidamente a destruir os nossos SUPORTES BÁSICOS DE SOBREVIVÊNCIA…

E o mais engraçado é que nem nos damos conta disto, tal a força da ILUSÃO…

Vivemos preocupados com o papel-moeda, com o preço do petróleo convertido em outros líquidos, com uns ESCRAVOS que estão a fazer greve não ao trabalho normal, mas apenas às ditas horas-extraordinárias – pois que para seres o tal “ALGUÉM DE SUCESSO NA VIDA” tens que TRABALHAR ÁRDUO e trabalho normal não é suficiente – e mesmo assim a restante maioria de ESCRAVOS viram-se contra esta minoria, fruto da ILUSÃO de que eles estão a derrubar e a destruir a hipótese que o país tem para crescer…

Ó maravilhosa estupidez concentrada…

Poderemos esperar alguma mudança? Poderemos ter esperança que as novas gerações sejam diferentes? Pensem diferente?

criança_explosivos

ensinar_de_pequeno

Pois… Fica para a próxima…

Apenas temos uma saída, isto se quisermos ter a hipótese de termos um futuro diferente daquele que aí vem… E o fundamental para que a mudança ocorra é simplesmente

O COLAPSO TOTAL E RÁPIDO DA ECONOMIA GLOBAL…

Apenas assim teremos um futuro, uma hipótese…

E não se esqueçam que para se VIVER apenas é preciso:

Água potável… Comida… Capacidade para manter a temperatura corporal… e uma Comunidade pequena e sã

Nada mais!

269…

HÁ QUE MANTER AS NOVAS GERAÇÕES INTERESSADAS…
POR UM FUTURO PROMITENTE…

46…

COP15 COPENHAGEN

Olhando para o passado o que se pode agourar?

O protocolo de Quioto o que impediu? Os maiores emissores de GEE não o ratificaram, por motivos óbvios, e os que ratificaram  estão a seguir de entre outros mecanismos o seguinte:
“Reporting is done by Parties by way of submitting annual emission inventories and national reports under the Protocol at regular intervals.”
Ora isto é simplesmente fantástico! Se para coisas menos importantes e gravosas assistimos quase dia sim dia sim a manipulações de dados e estatísticas, duvido, aliás, Duvido que estes relatórios espelhem a realidade.
Em caso de, eventualmente, a realidade ser verdadeiramente espelhada, então para que serviu o Protocolo? Para alguns não emitirem tantos GEE, enquanto outros emitiram, emitem e vão emitir toneladas e toneladas de GEE!
Estamos melhor devido a Quioto? Pelo aspecto, pior se calhar era difícil, pelo menos neste ano de 2009!
Outra situação deveras preocupante é o simples facto de até 2012 continuar-se a emitir GEE como loucos, e nada garante que após 2012 o mesmo não se continuará a verificar…

Os indivíduos empossados com o poder de decidir por todos nós simplesmente não vão ter a coragem de tomar as medidas necessárias para inverter o triste futuro que se aproxima, segundo a segundo, pois o que é necessário é tão duro que eles sabem que os Povos que representam não aceitarão aquilo que é necessário…

27…

Veículos eléctricos! Por mim já há muito tempo que se deveria ter seguido este caminho… apesar dos problemas ambientais que esta tecnologia tem! Se assim tivesse sido já muitos milhões se tinham certamente investido em novas e mais apuradas técnicas e engenharias, por forma a que esta tecnologia fosse mais eficiente e ambientalmente menos danosa! 
Mas olhando para o futuro próximo… lá para 2011, 2012… estes anos são os anos em que as principais marcas construtoras de automóveis prevêem lançar no mercado europeu as suas opções 100% eléctricas…
Mas como será isto atingível no nosso “Portugalito”?
Caso ainda não tenham reparado! desde Junho deste ano, na factura da EDP vem um pequeno quadro resumo que nos informa sobre quais as fontes de produção de energia utilizadas para nos fazer chegar a tão necessária energia eléctrica.
Olhando para as minhas facturas desde Junho reparo que em todas elas o carvão e o gás natural são sempre a parte maioritária (sempre mais de 50%) de fontes de produção…
Ora, imaginando o pouco provável, que é o “Zé Portuga” ir a correr comprar um carro eléctrico, mas imaginado que o tal Zé ficava louco e o nosso parque automóvel no espaço de dois anos, ou seja lá para 2014, tinha cerca de 25-30% de viaturas eléctricas, de que fontes é que vinha essa energia necessária para por estes bichinhos a mexer?