209…

Com o fim da CoP15 da CITES, muitas das espécies já ameaçadas de extinção… continuam em risco real de extinção.
É o caso do Atum de barbatana azul (blue fin tuna) (Thunnus thynnus) que está a ser pescado tão intensivamente que em breve se extinguirá dos mares e oceanos deste Planeta…
Como é um peixe muito procurado, e com cada vez menos quantidade o preço está lá por cima… e claro quanto mais caro melhor… mais “dinheirinho” se ganha… E quem é que pensam os leitores que foram os principais países que se opuseram a esta medida de protecção? Então não vão lá!… Os do costume…

JAPÃO E CANADÁ
JapãoJapan ensured that they did not oppose the proposal on the grounds that it would affect their consumption of sushi and sashimi,…
CanadáCanada, as a range State for the species, noted their Atlantic coast fishery was a model for sustainable development,…”

Mas não foram os únicos… a proposta do Mónaco de incluir o Thunnus thynnus no Apêndice I da CITES foi rejeitada com a seguinte votação (secreta claro que a cobardia nunca mostra a face!):
The original proposal put forward by Monaco was then put to a vote by secret ballot. The result of the vote was 20 in favour, 68 against with 30 abstentions. The proposal was thus rejected

E como de costume, quando o dinheiro fala mais alto que o valor da vida, da biodiversidade e da sustentabilidade… organizações têm que chegar à frente… e estas não falham nem cedem a interesses financeiros…

E aqui estão eles… já com tudo praticamente preparado para chegarem este Verão ao Mar Mediterrâneo para tentarem impedir a extinção desta espécie… pois se nada se fizer é este o destino de mais uma espécie às mãos dos animais humanos… Espero da Sea Shepherd o mesmo tratamento que costumam dar aos japoneses e às suas pescas ilegais da baleia (em santuários internacionais)… nem mais… nem menos…