612…

“Que paisagem tão desoladora…”

A imagem de cima é a prova de que somos uma espécie sem futuro…

O que é aquilo?

Onde está o betão e o aço?

Não ficava mais bonita e natural aquela paisagem se nós fossemos capazes de lá construir uma beleza destas?

Pois é… Mas não somos capazes de tal feito e como tal o nosso futuro vai ser mesmo miserável…

Barragens…

Pois foi… Em Novembro do ano passado escrevi sobre barragens e… fui castigado!

Agora que passou tempo suficiente para recolha de dados comportamentais… e como gosto de ser castigado (não vale gozar!) vou voltar ao tema…

Barragens…

Nós, Portugas, somos assim… da forma que escrevi em Novembro e nada nem ninguém nos vai fazer mudar.

Barragem do TUA

É obra a decorrer… E pouco importa a malta que por lá andou a protestar e a abanar cartazes…

Como puderam observar… telas de tecido com palavras escritas não foram capazes de parar as máquinas… Nem as visitas ao acTUA de VIP’s surtem efeitos… A enorme e imparável força que é a evolução do betão não pode ser travada com acções deste género…

Para esta barragem os Portugas tentaram, ou ainda estão a tentar, utilizar a forma mais comum nos dias que correm… A PETIÇÃO…

E aqui está ela… A PETIÇÃO… Há data da edição desta mensagem tinha o número avassalador de “54 pessoas já subscreveram

São poucos mas bons… disto não duvido… Infelizmente já lhes tentei mostrar que caneta e tecidos… não funcionam!

Mais uma?… Embora lá!

Aproveitamento Hidroelétrico de Lourisela…

Afirma a Câmara Municipal de Sever do Vouga

“Paisagens,gastronomia, património, aventura, vivências,  suas gentes e muito mais….”

E muito bem… Afirmado. Neste caso a Câmara está ao lado dos Portugas que protestam, até já emitiu a seguinte deliberação (retirado daqui)

E agora? Será que os Portugas estão mais motivados para a LUTA da caneta virtual? Vamos lá consultar A PETIÇÃO

Pois… Há data da edição desta mensagem tinha o número, igualmente, avassalador de “695 pessoas já subscreveram

Se os Portugas nem aproveitam a ajuda dos políticos que desta vez estão pela não construção do empreendimento, o que dizer?

Bem, devo acrescentar que o motivo da câmara é, logicamente, o económico, que por sorte desta vez coincide com o ecológico e a coisa vai na mesma direcção…

Podia dar mais exemplos… mas para o que é já serve!

Barragem de Belo Monte…

Como?!? Não conheço esta… em que zona de Portroikal (novo nome do antigo país conhecido por Portugal!) fica esta barragem?

Bem… esta não é para nós… seus gulosos!

Esta é para os Brasileiros… São eles que querem construir uma barragem… E lá, como cá, a contestação faz-se ouvir… Curiosamente neste caso os Portugas excederam-se…

E nas várias petições e acções levadas a cabo pela Avaaz já mais de 5.000 pessoas, que se dizem serem de Portroikal (Portugal), assinaram as petições!

Ainda dizem que não somos amigos!!!

Não preciso escrever mais nada… os números são elucidativos…Natureza sim… Preservar sim… Mas lá, cá não!

Mas, por falar em números… e em barragens… e em Belo Monte… e em produção de energia “VERDE”…

Hoje li uma notícia…. esta

Título…

“EDP Renováveis celebra entrada em operação do Parque Eólico de Cidreira I – 5/4/2012”

E os bacanos estão felizes… O parque ocupa uma área de 8.32 Km2 e tem capacidade instalada de 70MW… De energia “verde” isto tem pouco…

O quê? Não acham? Então vamos lá a contas da treta (as únicas que sou capaz de fazer 😆 )

Belo Monte:                                            * Parque Eólico:

Área de Albufeira – 515 Km2                * Área de implantação: 8.32 Km2

Capacidade instalada: 11.000 MW      *  Capacidade instalada: 70 MW

E que tal? Ah… pois, faltam as contas!

Então para se obter através de parques eólicos a mesma capacidade instalada na barragem, qual a área a ocupar? (pergunta boa para exame de 4º ano)

É preciso ocupar uma área de 1307 Km2

São só mais de duas vezes a área da albufeira da Barragem de Belo Monte… Mais ei…. Energia Eólica é Hiper-VERDE… pelo menos é o que nos impingem por aí!

Só nos deitam para os olhos a fase da produção… Tudo o que está a jusante népia… E como sabemos a nossa querida “Pegada Ecológica” para uma turbina completa deve ser de fugir… Entre os metais raros, a minagem, o transporte, a construção, de novo o transporte, a montagem… bem nem vale a pena ir por aqui que é para não começar a chorar lágrimas verdes!

Enquanto continuarmos a não querer ver a verdadeira causa , continuaremos rumo à miséria!

Pronto… Pronto… Estou quase a terminar…

“DEIXE A NATUREZA CUIDAR DE SI PRÓPRIA”

Podem começar!

 

Break 97…

Pensar… no porquê! Às vezes dá-me para isto!

Estão duas petições activas exibidas aqui ao lado.

Uma para salvar as abelhas directamente.

A outra para salvar as abelhas indirectamente.

Na primeira já mais de 1 milhão assinou porque salvar as abelhas directamente é importante.

Na segunda ainda nem meio milhão assinou porque salvar as abelhas indirectamente não é importante.

Incrível como algo com um impacto global enormíssimo como a barragem que querem construir atrai menos pessoas a assinar a petição. E caso a barragem vá em diante, provavelmente o mais certo, não serão apenas as Abelhas que vão À VIDA…

E é isto que me faz pensar no porquê da diferença de participação. Falta de conhecimento é causa pouco provável…

Break 95…

Mais uma que não custa nada assinar…
MAS EU SOU CONTRA ESTA PETIÇÃO

Pena que quando o mesmo se passa cá em Portugal, deixamos vastas áreas de ecossistemas à mercê dos políticos… aqui

400…

Nem me vou por com escrita fiada…

Quem quiser e achar que é seu dever… assine a petição (clique na imagem)

PARA QUE ISTO

NÃO SEJA O DIA-A-DIA