603…

“Já vai… está quase!”

Se pararmos por uns míseros minutos para Pensar e Observar o que se passa à nossa volta…

Bem, mau começo de mensagem… Parar para Pensar e Observar!

Esqueçam… Pensar e Observar é inútil…

Seguindo…

Olhando para as outras espécies já reparei que para nenhuma delas “beber leite” é algo que se faça desde o nascimento até à morte.

No entanto com a nossa espécie a situação altera-se. Nem seria de esperar outra coisa. Afinal de contas somos a única espécie neste Planeta perdido no Universo que tem a noção que está num Planeta perdido no Universo, ou pelo menos pensamos nós que sim! Isto dá-nos a liberdade de nos auto-proclamar-mos Inteligentes e Conscientes.

E como somos os únicos Inteligentes e Conscientes que por aqui há, tudo o que fazemos é baseado na nossa pressuposta Inteligência e Consciência.

Somos também avessos à noção de Natureza, isto é, detestamos o Natural, o Biológico… mas nem sempre foi assim, evidentemente. Isto é apenas uma maneira de estar recente, com poucos anos.

E como somos assim, ultimamente, achamos que temos que beber leite desde o dia que nascemos até ao dia em que morremos. A causa principal disto é o Lucro que esta forma de viver gera para uns quantos. Mas como também não gostamos nada de resolver os problemas eliminando as causas, vou seguir a MANADA…

E assim sendo… A causa principal para andarmos a beber leite durante toda a nossa existência é devido ao nosso miserável esqueleto. Se ao menos aquela coisa que tanto odiamos nos tivesse dado um esqueleto em titânio… isso é que era… mas não tinha que desenvolver o Osso!

E como o Osso se vai enfraquecendo com o passar dos tempos, segundo os “especialistas”, a solução que estes mesmos “especialistas” encontraram foi a de “Beber Leite até morrer!”. Mas dizer apenas às MANADAS “Bebam Leite” não resulta, Claro que não… As MANADAS gostam mais é de pastar. Verificando que apenas pela afirmação “Bebam Leite” as MANADAS não reagiam, os “especialistas” começaram a desenvolver as devidas técnicas de dar a volta ao texto…

E conseguiram…

Começaram a criar o “PÂNICO” e pânico é algo que as MANADAS odeiam, elas gostam é de SOL, Campos e Erva fresquinha!

E que criaram eles?

A OSTEOPOROSE

E resultou… E está a resultar!

Só uma coisa os “especialistas” não se lembraram… Infelizmente as fêmeas da nossa espécie não produzem leite fora do ciclo da gravidez e do período da amamentação… O que é uma pena!

E também era um pouco estranho, não para todos é claro, ele há gostos para tudo, criarem quintas de fêmeas humanas apenas para estarem sempre grávidas e a produzir leite, extraído com aparelhos como se pode ver na linda imagem no topo.

É… provavelmente a coisa não seria bem aceite…

Assim sendo, tínhamos que encontrar a próxima vítima. E encontramos…

A Vaca… É fantástica… A nível de produção de leite bate qualquer fêmea humana de longe… Aquilo são litros e litros… Anos a fio… Toda a vida… Sempre a bombar…

Epá… espera lá! Mas então não tínhamos já visto que só nós, os Inteligentes e Conscientes, é que bebemos leite até morrer?

Se assim é, porque motivo é que as Vacas passam a vida a produzir leite? Não deveriam ser semelhantes às nossas fêmeas e só produzir leite durante a gravidez e durante mais uns tempos após o parto, até o vitelo já não precisar mais de leite?

“Não estúpido… São VACAS… e vacas só servem para produzir leite”

O que fizemos às vacas,  foi o mesmo que teríamos feito às fêmeas humanas se tivéssemos optado pela solução das “quintas de fêmeas humanas”…

E, resumindo pois já estou outra vez a escrever demais, o que fazemos às vacas é enchê-las de hormonas para estarem sempre férteis e grávidas, enchê-las de antibióticos pois milhões de vacas a viverem juntas não são lá muito higiénicas, as porcas, e matar muitos dos vitelos que nascem apenas porque sim, e porque até se recebe um subsídio por cada vitelo que matamos! É maravilhoso…

Mas… Eu pessoalmente adoro os “Mas…” especialmente quando nos são trazidos pela coisa que mais odiamos, A NATUREZA, (não, não és tu aNaTureza tem calma😉 )

A Natureza, bem a Natureza é algo que não entendemos e como tal ela fartasse de nos tentar ensinar, mas nós somos orgulhosos e além disso Inteligentes e Conscientes, logo idiotas para sempre.

Curiosamente uma fêmea humana, que passa o seu tempo a tentar compreender a Natureza, está a concluir, ou até já concluiu que, e passo a citá-la

“The milk we drink today is quite unlike the milk our ancestors were drinking without apparent harm for 2,000 years. The milk we drink today may not be nature’s perfect food.”

“O leite que bebemos hoje é muito diferente do leite que os nossos antepassados bebiam, sem grande mal aparente durante 2000 anos. O leite que bebemos hoje pode não ser a comida perfeita da natureza”

A sério? Esta fêmea devia ser severamente castigada… O leite é…

Saúde…

E se queremos ser saudáveis…

bebam leite, todos os dias, toda a VIDA…

Por falar em saúde… Esta fêmea tresloucada ainda teve a lata de afirmar que

“One study compared diet and cancer rates in 42 counties. It showed that milk and cheese consumption are strongly correlated to the incidence of testicular cancer among men ages 20 to 39. Rates were highest in places like Switzerland and Denmark, where cheese is a national food, and lowest in Algeria and other countries where dairy is not so widely consumed.

Cancer rates linked to dairy can change quickly, said Ganmaa. In the past 50 years in Japan, she said, rising rates of dairy consumption are linked with rising death rates from prostate cancer – from near zero per 100,000 five decades ago to 7 per 100,000 today.

Butter, meat, eggs, milk, and cheese are implicated in higher rates of hormone-dependent cancers in general, she said. Breast cancer has been linked particularly to consumption of milk and cheese.

In another study, rats fed milk show a higher incidence of cancer and develop a higher number of tumors than those who drank water” cliquem aqui para tradução!

Eu não disse, severamente castigada…

Para esta, e não está sozinha, beber leite e consumir diariamente produtos derivados de leite aumenta e bem as hipóteses de contrairmos CANCROS… A Natureza é mesmo Cabrita!

Já li muita estupidez, mas como esta nunca… Bem, nunca não… Outro dia li num blogue dum palhaço que utilizar champô e gel de banho e outras coisas do género, coisas sem as quais não conseguimos sobreviver, também aumenta as hipóteses de cancros. Nem comento mais… estupidez total!

Já lá vão mais de mil palavras… Um abuso aos sentidos!

Termino assim… sem palavras…

Artigo anterior
Artigo seguinte
Deixe um comentário

18 comentários

  1. De fato a maioria adquiriu o hábito de tomar leite por conta da educação na infância e acabam levando por toda a vida adulta, porém o leite é perfeitamente dispensável para a nutrição ou o quer que seja.

    Responder
  2. TheRip

     /  Março 5, 2012 - 00:23

    O Voz isso é injusto!!:/ Adoro leite!! E agora?? Leite de soja??? lol
    O leite açorenao não será melhor já que, pelo menos, lá as vacas pastam, não? lolol…

    Vi num doc, que a osteoporose está ligada ao consumo exagerado de carne. Ou seja, ao ingerir mta carne, estamos a ingerir gordura em grandes quantidades.
    Pergunta: “Como é que os lipidos estão ligados à osteoporose?”

    Um lipido é constituido por 3 ácidos gordos e um glicerol, ao consumirmos carne em excesso, estamos a consumir um excesso de ácidos gordos, provocando assim uma acidificação no nosso sangue. O nosso corpo reage a este desiquilibrio no PH, excretanto acidos gordos pelos rins, e afins… mas se mesmo assim não for suficiente, o corpo vai buscar cálcio e afins as ossos (substâncias base), alcanizando o sangue, equilibrando por conseguinte o PH sanguineo.
    Resultado final??? Ossos enfraquecidos!! OSTEOPOROSE!!

    Só não me lembro o porque de afectar principalmente as mulheres, pós-menopausa. Lá defendiam que aumentar o de leite, em nada ajudava a doença, devido a estes erros alomentares.

    Responder
    • Olá TheRip…

      Leite… Não escrevi directamente pois achei que a citação da cientista era suficiente… Estamos a falar de leite industrial, o dos Açores não é diferente! Aliás não leste a mensagem que está associada à expressão “A OSTEOPOROSE” ali em cima? Então quando tiveres tempo lê e vê o que se faz nas terras açorianas. Se a Ana passar por aqui depois ela explica, como só ela sabe. Relativamente ao sangue na mesma mensagem escrevo sobre isso… prepara-te!😆

      Posto isto, se conseguires arranjar leite não industrial, então bebe, de vez em quando, e só para matar o bicho, não temos necessidade alguma de ingerir leite até morrer!

      Leite de soja!! Bem aqui nem sei se fujo já ou se choro 1º e depois fujo… A maior parte da soja produzida é OGM, e além do mais não temos como saber de certeza se as empresas que afirmam que não é estão a falar verdade… Já foram descobertas tantas fraudes neste sector que já não dá para acreditar assim de peito aberto…

      A solução é voltarmos ao LOCAL, à PROXIMIDADE…

      E TheRip… vão duas… a 3ª msg que por aí vem também é deste tipo!
      Bj😉

      Responder
      • TheRip

         /  Março 6, 2012 - 00:05

        A boca da soja foi só por goso. Soja modificada ou leite industrial… cá prefiro o leite industrial!!!

        O sistema está todo indrominado!! Em que é que podemos confiar??? Nada!!😦

        Quando era mais novo a minha mãe chegou ainda a dar-me não industrial, outros tempos… agora enfim… vivo com o que tenho…

        Pois foi ver o teu post… Bem não podia ser melhor!! tudo explicadinho, não podia ser melhor!!🙂


        Fico à espera do 3o, e bem, posso sempre dar o mote para um 4o (se não for um 3o)

        No ano de 2010, pode-se dizer que um hospital publico aqui das redondezas tratou num ano 5 mulheres com um anticorpo-monoclonal, Herceptin (trazutuzumad) falamos dum medicamento que fica por volta de 70 000$ por tratamento… Deve ser mta boa esta droga!!! Mas quando estive com uma brochura de propaganda desta droga, só me veio um sentimento!!! M E D O !!! Só os efeitos secundários eram mais de metade dela!!…

        Responder
  3. Olá VOZ.
    Já me fui olhar junto a ti e às demais gotas…espero conseguir dar tanta força à onda como aquela que já recebi…de ti.
    Tens razão. Efectivamente, nós, animais humanos, somos os únicos que continuamos a tomar leite…depois de desmamados.
    Mas não achas que os outros animais se tivessem acesso a ele também o tomariam? Se puseres um prato com leite na frente de um gato ou cão adulto, ele não o recusa. 🙂
    Claro que a Natureza não fez da fêmea humana uma espécie de vaca leiteira, mas a maioria das outras fêmeas também só tem leite durante o tempo em que amamenta a cria.
    A vaquinha que nos fornece o leite, não fomos nós que a inventámos e ainda bem que a Mãe Natureza a pôs cá. Há muitas mulheres que, por variadíssimaa razões, depois de dar à luz, ficam sem leite e como sobreviveriam esses bebés?
    Bom, eu não sei se sou uma fêmea tresloucada ou não, mas a verdade é que não passo uma noite sem me deitar que não tome o meu copinho de leite. 🙂
    Tem uma boa noite VOZ.
    Beijinhos

    Responder
    • Olá Janita… quando é que a poeira assenta?!? Estou esperando a continuação…😎

      Quanto ao leite… Se der restos a um esfomeado ele também come! E restos não é alimento saudável😆 Fora de tangas, Se fosse assim, e como a NATUREZA é infinitamente mais lúcida e eficiente que os animais humanos, seria de esperar que as fêmeas de todas estas espécies que alimentam a prole no início da vida com leite, que não terminassem. Aliás assim até era muito mais simples vivermos. não tínhamos necessidade de procurar alimentos, pois por esta altura a evolução já tinha obtido um liquido bebível que nos forneceria tudo o que precisamos para vivermos.
      Outra, a Mãe Natureza pôs cá as Vacas não para serem abusadas e torturadas e enchidas de hormonas e antibióticos, só para nós andarmos feitos mamões de leite… Mas sobre animais abusados já há que chegue neste espaço para consulta… ultimamente é que ando desviado e ando a focalizar mais os animais humanos, pois o nosso comportamento é hilariante.
      Faz como o Ricardo… chá calmante e….🙄 até os olhinhos se te reviram😆
      Bjhs Janita

      Responder
  4. Ainda me lembro de em criança a minha mãe obrigar-me a beber uma caneca enorme de leite… blerck… enjoei de tal forma que andei uns anos na minha juventude que não o conseguia beber… Mas lá está, agora sigo a manada e acabo por ir bebendo!!

    Responder
  5. Epah,

    eu também bebo, mas já há algum tempo que tento reduzir. A única coisa que consegui, foi trocar o leite à noite “antes da caminha” por um chá. De resto, sou doido por queijo…😦
    Daí ainda não me ter tornado vegetariano. Mas a verdade é que efectivamente leio em bastantes sítios que não há necessidade de beber leite.
    Sou ovo-lacto-vegetariano, mas almejo chegar mais longe, apesar de já ter sido um grande passo ter deixado os animais em paz.

    Hei-de experimentar comer os cereais matinais com água.

    Grande abraço,

    Responder
  6. O queijo é viciante… tal coca-cola! Mas nada como um “Não bebo mais” e pronto… Cereais… podes é tentar encontrar uns que não precises de misturar com nada!
    Abr😉

    Responder
  7. aNaTureza

     /  Março 5, 2012 - 19:46

    TODOS os animais de certeza que teriam aceso a leite toda a vida se precisassem.
    Nós, como somos os donos de tudo, fazemos e acontecemos, como se não houvesse consciência (é isso que nos fazem enquanto crescemos).
    Portanto, como podemos e porque dá jeito às indústrias que assim o seja, matámos no mundo biliões de bezerros (muitos deles, não sobram nem para comer, são incinerados) só para ficarmos com o leite que as suas mães produzem unicamente para os alimentar.
    Há conta disso, esgotamos as vacas, emprenhando-as e ordenhando-as continuamente, assim encurtamos o seu “prazo de vida” para menos da metade ( estamos a falar de gigante indústria, com todos os desperdícios que lhe são inerentes e não de criação familiar como antigamente).

    Quanto á osteoporose, acho quase criminoso dizer a mulheres na menopausa para beberem muito leite, para além de lhes prescreverem, como é natural, medicamentos para tal.
    Actualmente existem médicos mais conscientes sobre o assunto e a verdade é que em países menos desenvolvidos (não tomam quase leite e muito menos derivados) não existe osteoporose a este nível pandémico como nos “des-envolvidos”.

    É fácil perceber o que se passa, basta fazer umas pesquisas na “net”, há muito material.

    Espero sinceramente, que ao tomarem um copinho de leite, não se esqueçam do que são responsáveis, quer ´pela sua própria saúde, quer pelo que são sujeitas vidas que “nada valem”.

    Qto ao leite dos Açores, elas de facto vivem ao ar livre, comendo para além dos pastos com imensos adubos e herbicidas, rações com OGMs (qdo há falta) e de resto o leite é feito igualmente como em todas as indústrias.
    Como vêem, é tudo mto bom.

    E sinceramente, gostaria que nada disto fosse verdade.

    Responder
    • Olá Linda😉

      Só para agradecer a iluminação que aqui deixas, como acima referi…

      E se a preguiça for grande em procurar na NET, têm bom remédio… puxem a tela para cima e cliquem no link que está na msg… Muito trabalho… Pronto OK… Cliquem AQUI

      Bjhs Linda😉

      Responder
      • Fada do bosque

         /  Março 5, 2012 - 20:43

        Voz…. eu bebo muito pouquinho… só para colorir o café… e não gosto de mais nenhum derivado…😦
        Ai a minha vida! o melhor seria morrer de fome, não?!👿

        Responder
  8. Fadinha… Repito: Leite Industrial! Se encontrares leite tradicional (coisa que é difícil) então ainda vá que não vá… Mas olha uma coisa gira😆 eu não bebo faz TEMPO e ainda não morri… acho eu!😎

    Porque motivo é que o pessoal leva logo tudo para os extremos? Explica se faz favô…😉

    Responder
  9. Fada do bosque

     /  Março 5, 2012 - 22:42

    Não Voz!… eu não levo para extremos. Os 3 primeiros anos da minha vida apenas e só bebi leite. Salvou-me de morrer à fome e na altura não podia, pois a doença que tinha não o permitia. Alimentaram-me a leite sempre ás escondidas dos meus pais. Eles estavam a pensar que o que eu comia não era suficiente e ia morrer mas, os meus avós na altura tinham criadas e muitas vacas, mandavam-nas dar-me leite ás escondidas! Cá estou eu menino!! vivinha da silva e nem o pediatra percebeu bem!🙄 A minha avó tomou leite toda a vida e morreu velhinha. Eu vou fazer na mesma. Um galão apenas com um pingo de leite não é ser extremista… é ser turrona! 😈 A minha família enche-me a cabeça há anos porque não tenho idade para beber leite, as irmãs então! e a mãe!…Mas serei sempre excecpção à regra! 😯

    Um beijinho.😛

    Responder
    • Fadinha… só esta história em si mesma já é extremo! Mas volto a escrever pois parece que os filtros ainda estão ligados “Leite Industrial”… Se bem que em abono da verdade nem sei se o liquido que vem nestes pacotes ainda se pode considerar leite… mas isto é outra batalha!
      No fim não escrevo nada disto para forçar ninguém a nada, como bem sabes, apenas escrever para mostrar algo que raramente é exposto às pessoas… quem quer muda, quer não quer não muda… ainda temos esta pequenina margem de liberdade!
      Bjhs… E não te zangues que não é saudável! Ser turrona é divertido😉

      Responder
  10. “Mas olha uma coisa gira eu não bebo faz TEMPO e ainda não morri… acho eu!”

    Pode ter certeza que tu não morreu ainda, um fantasma não poderia fazer comentários no meu blog… se bem que tu andas a entrar pela porta de trás como um fantasma, será que tu já morreu? Agora estou na dúvida!!!

    Um abraço desse cão que está bem VIVO, hehehehehe

    Responder
  11. aNaTureza

     /  Abril 16, 2012 - 01:50

    LEITE DE AVEIA

    Amigos, como tenho feito e usado este leite e gosto muito, nada como partilhar
    conhecimentos…

    Melhor que o leite de soja a nível nutricional (só não contém isoflavonas, nem OGM :)) e melhor do que o leite de vaca (como podem confirmar na análise nutricional mais abaixo), muito saboroso, facílimo e rápido de preparar (cerca de 10 min). Experimentem, sei que vão gostar…

    O leite de aveia é uma saborosa e nutritiva alternativa ao leite de vaca, sendo também uma excelente opção para as pessoas intolerantes à soja.
    Preparar leite de aveia em casa, pode poupar em dinheiro, em embalagens e na saúde (pois não vai conter conservantes ou outros produtos).

    Ingredientes:
    100g de flocos de aveia
    1 litro de água, de preferência filtrada e fervida

    Modo de fazer:
    – coloque no liquidificador a aveia e parte da água, para poder triturar melhor a aveia
    – coe através de filtro de pano ou então pode usar uma peneira com um pano fino por cima

    (A “massa” que sobra pode ser usada para adicionar a molhos, hamburguers vegetais, bolos, bolachas, etc, ou também pode ser usada como máscara facial, bom para quem tem acne)
    – volte a bater no liquidificador com o resto da água

    Conserva-se no frigorífico cerca de 4-5 dias.

    Não convém aquecer demasiado, porque este leite engrossa.

    Se preferirem podem também combinar a aveia com outros feijões ou sementes, tais como a soja, a cevada, o arroz, as amêndoas, quinoa, castanhas, coco, alpista, sésamo, etc. (procurem na internet mais receitas, porque alguns destes leites têm que ser cozinhados)

    O leite de aveia tem um gosto suave, ligeiramente doce, e é um pouco mais gordo do que o de soja. Podem usá-lo das mesmas formas que o leite de soja ou de arroz.
    Benefícios para a saúde do leite de aveia
    O leite de aveia é rico em fibra, é isento de colesterol e lactose, e contém vitamina E, ferro, entre outras vitaminas e minerais.
    A aveia é também rica em fitoquímicos, produtos químicos das plantas que ajudam a lutar contra doenças como o cancro, doenças cardiovasculares.

    Análise nutricional da aveia (por 100g):
    energia: 384 kcal
    proteínas: 16 g
    total de gorduras – 6,3 g
    hidratos de carbono: 67 g
    fibra: 9,8 g
    cálcio: 52 mg
    ferro: 4,2 mg
    magnésio: 148 mg
    fósforo: 474 mg
    potássio: 350 mg
    sódio: 4 mg
    zinco: 3,07 mg
    cobre: 0,343 mg
    manganês: 3,630 mg
    selénio: 34 mcg
    vitamina B1 (tiamina): 0,730 mg
    vitamina B2 (riboflavina): 0,140 mg
    vitamina B3 (niacina): 0,780 mg
    vitamina B5 (ácido pantoténico): 01,245 mg
    vitamina B6: 0,120 mg
    vitamina E: 0,700 mg
    vitamina K: 3,2 mcg

    para comparação:

    Análise nutricional do leite de soja (por 100g):

    energia: 38 kcal
    proteínas: 3,5 g
    total de gorduras – 3,5 g
    gorduras saturadas: 0,25 g
    gorduras monosaturadas: 0,375 g
    gorduras polisaturadas: 0,60 g
    hidratos de carbono: 2,5 g
    fibra: 1,5 mg
    isoflavonas: 10 mg
    cálcio: 4,5 mg
    ferro: 0,75 mg
    magnésio: 22 mg
    fósforo: 55 mg
    potássio: 160 mg
    sódio: 14 mg
    zinco: 0,25mg
    cobre: 0,14 mg
    manganês: 0,2 mg
    selénio: 1,5 mcg
    vitamina B1 (tiamina): 0,17 mg
    vitamina B2 (riboflavina): 0,80 mg
    vitamina B3 (niacina): 0,17 mg
    vitamina B5 (ácido pantoténico): 0,06 mg
    vitamina B6: 0,05 mg
    ácido fólico (vitamina B9): 1,70 mcg
    vitamina A: 3,5 mcg
    vitamina E: 0,01 mg

    Análise nutricional do leite de vaca (por 100g):

    Pasteurizado Integral

    calorias: 61 Kcal 63 Kcal

    glicídios: 4,90 g 5 g

    proteínas: 3,60 g 10 g

    lipídios: 3,00 g 3,5 g

    cálcio: 123 mg 114 mg

    fósforo: 96 mg 102 mg

    ferro: 0,10 mg 0,10 mg

    – No leite de vaca, de facto o cálcio é mais elevado do que em outros leites, mas o nível de absorção do cálcio neste leite é só de 32%, enquanto que nos leites vegetais é de 50 a 70%.

    Proteínas
    O leite de vaca é considerado uma boa fonte de proteínas. Mas, na realidade, o excesso de proteínas animais pode provocar a perda de cálcio do corpo.
    Cada chávena de leite fornece cerca de 9 g de proteínas, mas que causam a perda de 9 mg de cálcio pela urina. Uma pessoa que não inclui proteína animal na alimentação pode ter menor necessidade de cálcio. Por exemplo, um vegano/vegetariano que consuma uma dieta sem proteínas animais e pobre em sódio pode precisar apenas de 500 mg de cálcio por dia. Quem consome uma dieta rica em proteínas e sódio pode precisar de até 2000 mg de cálcio por dia.
    80% das proteínas do leite são caseína. A caseína é de difícil coagulação nos estômagos dos bebés.
    E as vacas acabam por comer rações (feitas com OGMs, organismos geneticamente modificados), milho tb geneticamente modificado, que nestas ilhas já vão existindo e erva (pasto) com imensos químicos sintéticos utilizados no campo (herbicidas e fertilizantes).

    Para não falar da insanidade de como esta indústria trata os animais. Os milhares de filhos desta indústria (os bezerros, entre 800 a 1000 por semana só no matadouro de Ponta Delgada, são excedentes a serem completamente incinerados e pagos á cabeça 75 euros para isso mesmo e para a carne não baixar de preço. Esta “medida” económica está “patente” (em vigor actualmente) na indústria do leite e podem comprovar aqui
    http://ww1.rtp.pt/acores/index.php?article=7048&visual=3&layout=10&tm=5

    Tento fazer das minhas acções o melhor possível (claro que não sou exemplo, mas tento melhorar aos poucos), optando pelo que acho mais ético e saudável dentro do possível e claro que gostaria que assim todas as pessoas procedessem quando têm conhecimento, tanto nesta área como em todas as outras.

    De resto, é isto que acontece quando existem monoculturas. O desequilíbrio total, de tudo.

    É bom partilhar informação, sobretudo a que não é sabida geralmente, porque assim, todos podemos contribuir para melhorar alguma coisa.

    Voz, lembrei-me de voltar aqui, pode ser que algum “investigador”, leia e resolva experimentar. Jinhos

    Responder

Escrever um pensamento...

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: