511…

Quem tem culpa?

Eu e Tu, que estás a ler esta mensagem…

E temos culpa de quê?

“Raios partam o autor deste blogue, está sempre a dizer que temos culpa… Eu não tenho culpa de nada… porra!”

Pois temos culpa e muita… Apreciem o seguinte vídeo…

Isto acontece na Indonésia simplesmente porque nós, Eu e Tu, e todos os que vivem em Países “Desenvolvidos” consumimos às toneladas e toneladas e toneladas produtos do género,

E claro, para se produzir produtos à base de papel utiliza-se o quê? ÁRVORES… é claro… e de preferência já grandes e jeitosas…

O problema é que plantar árvores dá um trabalhão do caraças, já para nem falar nos custos… ai os custos… não não, nós só queremos é proveitos!!!

E há lá coisa pior que andarem tigres, ainda por cima espécie protegida lá por uma organização dos riquinhos, a ocupar as nossas florestas tropicais que o Criador colocou neste Planeta para nós derrubarmos para assim conseguirmos sobreviver…

Ora, se os tigres estão a ocupar a nossa floresta… matam-se! E se lá existirem outros animais que nos impeçam de fazer dinheiro para sobrevivermos, matam-se também… E se por lá andarem índios ou outras tribos/aldeias corre-se com eles, ao tiro se for preciso… se se armarem em parvos… corta o pescoço e pronto… já tá!

E é assim que se faz… assim se vão destruindo florestas inteiras, habitat de inúmeras espécies, o tigre do vídeo é uma delas, para se satisfazer as nossas “necessidades”…

Somos algo de fenomenal… merecemos sem dúvida o Ar que respiramos, a Água que bebemos, a Comida que ingerimos… pois afinal de contas, SOMOS UMA ESPÉCIE INTELIGENTE.

Apreciem, para terminar, a frase deliciosa que está no sítio da empresa que é “proprietária’ da Floresta onde o tigre foi morto.

(podem clicar nas imagens para ampliar!)
Artigo anterior
Artigo seguinte
Deixe um comentário

6 comentários

  1. Oh Voz…😦 Eu digo-te uma coisa se todos consumissem tanto como nós no Mundo… penso que não havia esse problema. Assim como temos os povos do 3º mundo que nem comida consomem. Faz-me impressão ver a classe média portuguesa a gastar, agora imagina um rico…
    Tenho a impressão que nos estás a colocar a todos no mesmo saco, mas paciência que pelo pecador padece o justo.
    Esse animal majestoso!… daria tudo para que esses senhores donos da empresa, morressem com as famílias, na vez de tão lindo ser… afinal já somos tantos.
    Há casos em que a morte dos humanos me dá satisfação e esse seria um deles.

    Responder
  2. Fadinha Querida! Infelizmente Eu e Tu neste caso estamos mesmo metidos no saco! Pois o papel oriundo da APP serve para fazer tudo e mais alguma que se vende por cá! Por isso o texto.

    Só me apetece…

    Responder
  3. Olá Voz… mais um post que nos faz pensar “O que podemos fazer para ajudar a contrariar a situação? Onde podemos cortar que ainda não cortámos no que não é indispensável? Eu raramente compro apenas por impulso e tento, sempre que possível, comprar em 2ª mão. É horrível pensar que, por comprarmos um tinteiro para a impressora, contribuímos para a morte de animais como o tigre (fora os outros que nem sabemos…). E a hipocrisia presente na imagem da empresa é notável… Por favor. E concordo com a Fada, a quantidade de coisas inúteis que são compradas todos os dias, muitas delas envoltas em plásticos e cartões que vão direitinhas ao lixo é absurda. Fala-se em crise, mas não noto nada, olhando ao meu redor. Era morrerem também, de uma forma igualmente estúpida e inacreditável, do estilo: causa da morte – fabrico de lenços de papel para que outros possam limpar o ranho do nariz. É triste.

    Responder
  4. Olhem, la estou eu…
    nao desejo a morte…desejo antes que as pessoas raciocinem e pensem sem pre-conceitos.

    Ambos os desejos dificeis de acontecerem de repente.

    O desanimo toma conta.

    Dar o exemplo nao e o suficiente e falar, parece-me que nao chegam la.

    A distancia entre eu e maioria dos que conheço e vou conhecendo e enorme.
    Simplesmente nao chegam la.
    Conversa-se, parece que percebem , preocupam-se, mas simplesmente nao veem aquilo que vejo.

    A lavagem cerebral e tremenda.
    E a ignorancia tb (por mais cursos e cultura que tenham). Nao sabem o quanto estao distantes de serem minimamente “sustentaveis”.

    Acontece-me muitas vezes.
    A conversa convergente e fluida, os actos, nao.

    Falam em publicidade enganosa, em produtos maus, em preocupaçao com o “ambiente”, nos animais e depois vejo o genero, a qualidade e a quantidade do que consomem e cai-me o queixo.

    Sao mais ou menos como a empresas.

    Estao mesmo cegos e a minha opçao e, ou explico e estou sempre a intervir contrariamente, o que nao me parece sustentavel a nivel de relaçoes, ou tenho que ter paciencia e intervir so de vez em quando.

    E quando nao tenho paciencia, estou praticamente sozinha, porque nao me faz nada bem engolir o que me apetece tremendamente dizer.

    Pois bem/mal, e assim…

    Ninguem e exemplar, todos temos algumas falhas, mas se a maioria fizesse a sua parte, nada disto seria assim, pois por maiores que fossem os lobbies iriam perdendo a sua força, porque nos somos a “força” deles.

    Estou enganada?

    Nos, humanos, nao somos um problema de numeros, mas sim de qualidade.

    Responder
  5. Voz, foto do “cabeçalho” do blog é lindaaaaaa!

    Responder
  6. Olá aNaTureza…

    O Problema é o número… pois número e qualidade são razões proporcionalmente inversas.

    Olá Ana…

    Já estamos os dois na mesma fase…

    Responder

Escrever um pensamento...

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: