403…

Então? Prontos para a surpresa? Pelo menos para alguns!

As respostas obtidas na sondagem, agradeço desde já a participação aos 7 gloriosos participantes, foram as que esperava, e duas que não contava! Não contava com as duas respostas obtidas em “Nenhuma”, mas ainda bem que há pessoas informadas…

A resposta é, e até prova cientifica em contrário, “Nenhuma”.

Isto é, o “VIH” não se transmite por via sexual.

Como sou louco a ponto de escrever isto!

Nem por isso…

O Ano:
1997…

O Jornal:
“American Journal of Epidemiology”

O Artigo:

“Heterosexual Transmission of Human Immunodeficiency Virus (HIV) in Northern California: Results from a Ten-year Study”

“Transmissão Heterossexual do Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH) na Califórnia do Norte: Resultados de um Estudo de 10 ANOS”

Os Autores:
Nancy S. Padian, Stephen C. Shiboski, Sarah O. Glass, and Eric Vittinghoff

Este estudo teve por objectivo:
(tradução via Google!)

“Para analisar as taxas e os factores de risco para transmissão heterossexual do vírus da imunodeficiência humana (VIH), os autores realizaram um estudo prospectivo de indivíduos infectados e seus parceiros heterossexuais que foram recrutados desde 1985. Os participantes foram recrutados dos serviços de saúde, estudos, pesquisas e serviços de saúde em todo norte da Califórnia, e eles foram entrevistados e examinados em vários locais da clínica do estudo. Um total de 82 mulheres infectadas e seus parceiros do sexo masculino e 360 homens infectados e seus parceiros do sexo feminino estavam matriculados. Mais de 90% dos casais eram monogâmicos por o ano prévio à entrada no estudo; <3% tinham uma doença actual sexualmente transmissíveis (DST). A idade média dos participantes era de 34 anos, e a maioria eram brancos. Mais de 3.000 casais meses de dados estavam disponíveis para o estudo de follow-up. Globalmente, 68 (19%) dos 360 mulheres parceiras de homens infectados pelo HIV (95% de confiança (IC) de 15,0-23,3%) e dois (2,4%) dos 82 parceiros de mulheres infectadas pelo HIV (95% CI 0,3-8,5%) estavam infectados. História de doenças sexualmente transmissíveis foi mais fortemente associada com a transmissão. transmissão Masculino-feminino foi de aproximadamente oito vezes mais eficiente do que do sexo feminino para masculino transmissão e macho-fêmea por contacto infectividade foi estimada em 0,0009 (IC 95% 0,0005-0,001). Ao longo do tempo, os autores observaram um aumento do uso do preservativo (p <0,001) e não de novas infecções. Infecciosidade do HIV através de transmissão heterossexual é baixo, e doenças sexualmente transmissíveis pode ser o co-fator mais importante para a transmissão. Significativa mudança de comportamento ao longo do tempo em casais soro-discordantes foi observada."
Podem ler o original (inglês) aqui
Após isto os investigadores chegaram a várias conclusões, das quais saliento:

“In general, we estimate that infectivity for male-to-female transmission is low, approximately 0.0009 per contact, and that infectivity for female-to-male transmission is even lower.”

“Em geral, estimamos que a infecção pela transmissão masculino-feminino é baixa, aproximadamente 0.0009 por contacto, e que a infecção pela transmissão feminino-masculino é ainda mais baixa.”

Para quem não sabe, 0.0009 por contacto, é considerado, em termos reais, ZERO…

Melhor ainda, durante os 10 ANOS em que decorreu o estudo sobre a transmissão por via sexual deste Vírus terrível que, praticamente salta do pénis para a vagina à distância de metros! (desculpem os mais sensíveis por esta visualização!) segundo narra a Ortodoxia SIDA, nem UM, repito, nem UM, dos casais heterossexuais que nele participaram ficou, o membro negativo, infectado. Isto é nem os homens VIH+ infectaram as mulheres VIH-, nem as mulheres VIH+ infectaram os homens VIH-.

Até o Senhor James Curran, MD (podem ver onde o senhor já trabalhou) já o confirmou publicamente, afirmando:

“Extraordinariamente, a infecção por VIH é uma infecção muito difícil de transmitir”

Conclusão, e como não existe (eu nunca li, e já procurei!) nenhum outro estudo como este, posso considerar com apoio científico que

“A TRANSMISSÃO POR VIA SEXUAL DO VIH É, PRATICAMENTE, IMPOSSÍVEL”

Em breve entenderão o porquê do “praticamente”… e quando em breve entenderem, podem-no retirar…

Com esta mensagem não quero que agora as poucas pessoas que leiam esta mensagem e que utilizam preservativo o deixem de utilizar. Não vão por aí
Continuamos a ter as Doenças Sexualmente Transmissíveis (Sífilis, Gonorreia, Clamídia, Hepatites, etc) à solta… Por isso se fizerem sexo com um(a) parceiro(a) ocasional UTILIZEM PRESERVATIVO…

Podem pensar que esta informação de pouco serve… mas enganam-se pois todos os dias leio notícias de pessoas que são julgadas e condenadas por transmissão sexual do “VIH”… um atentado aos tais Direitos Humanos.

Isto é tão triste que cá em Portugal numa sentença em que o condenado por violação de 2 menores era “VIH+” o colectivo escreveu, atentem bem no disparate:

Na leitura do acordão que se prolongou por pouco mais de 30 minutos, a presidente do Colectivo referiu que embora o indivíduo tenha tido relação sexual completa com a menor, sem protecção, foi “por mero acaso“, referiu a magistrada, que a criança não foi infectada.” (meu destaque)

“por mero acaso”… enfim, a ignorância vai a todos os níveis!

Para terminar, pois a seca já vai longa!…

Quem quiser e tiver a curiosidade de ler todo o estudo, fica aqui o link

Artigo anterior
Artigo seguinte
Deixe um comentário

2 comentários

  1. Podemos dizer que hoje em dia, o que é raro, é dizer se a verdade.
    Bem sei que algumas verdades são relativas, mas não é disto que falo, falo sim, das mentiras descaradas, cometidas por entidades/pessoas que sabem o que estão a fazer.
    Poderia dizer, que já não me admiro por muita coisa, mas é mentira, continuo a acreditar na boa fé, apesar de tudo.
    O dinheiro e o narcisismo estragam este mundo.

    Responder
  2. Há algumas Verdades Absolutas, mas nenhuma delas está ligada à espécie humana, como é lógico.
    E o que escreves, Ana, é algo em que também já reflecti, e concluí que:
    As coisas realmente boas e feitas sem interesse algum são raridades muito difíceis de se encontrar na Civilização actual. Uma coisa já sabemos os dois: Enquanto a Civilização actual viver à sombra do Sistema Monetário, nunca seremos aquilo que poderíamos realmente Ser.

    Responder

Escrever um pensamento...

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: