284…

Continuação da msg 278

O MITO
Nuclear = Eco (verde)
ou como escrevem os da língua inglesa
“Go Green, Go Nuclear”

Nenhum dos processos descritos estão ainda operacionais. Os depósitos geológicos apenas existem em papel, e não existem ainda soluções para resolver de forma eficaz e ambientalmente segura muitos dos problemas oriundos do processo nuclear. E claro que a implementação de todos estes processos terão um elevado impacto seja a nível de materiais, energia e mão-de-obra.
Uma coisa que o passado já nos mostrou é que este impacto será sempre muito superior ao previsto e raras vezes se mostram como tendo sido os ideais.
Como puderam ler na mensagem anterior, o processo nuclear origina a emissão de CO2 (dióxido de carbono) numa quantidade que varia entre as 90 e 140 gr por cada kWh produzido. 
Mas não se fica por aqui…
Apesar de o CO2 ser um dos GEE (Gás Efeito de Estufa) a ser emitido em maiores quantidades, isto não quer dizer que seja o pior… (Podem ler aqui e aqui mais sobre GEE)
Existem muitos outros GEE a serem emitidos pelo sistema produtivo nuclear e que devido ao seu potencial de aquecimento global (PAG) ser bastante superior ao do potencial do CO2, tornam-se, por isso, mais perigosos.
Mesmo um processo classificado como Carbono-ZERO pode ter um impacto elevado no aquecimento global se emitir gases com PAG elevado.
Ora o sistema produtivo nuclear emite muitas Mg (Megagramas=Toneladas métricas) de gases com PAG elevado…
De acordo com a “EIA-DOE 2005” em 2001 e apenas nas instalações de enriquecimento dos EUA foram emitidas 405.5 Mg de Freon 114  (CFC-114, ClCF2CClF2). Ora o CFC-114 tem um PAG de 9300-9800 (CO2 tem o PAG de 1), quer isto dizer que 1 Kg de CFC-114 tem o PAG de 9300-9800 kg de CO2.
Mas o sistema produtivo nuclear não se fica pela emissão de GEE…
O processo de transformar o minério de urânio em combustível nuclear envolve igualmente quantidades enormes de químicos, em particular flúor e cloro e compostos destes elementos.
Os compostos de flúor são essenciais neste processo, pois o enriquecimento do urânio necessita de UF6 (hexafluoreto de urânio).
A seguir alguns valores das quantidades necessárias para um reactor nuclear que consome 20.3 Mg de urânio enriquecido por cada período de recarga:
Para se obter 20.3 Mg de urânio enriquecido é necessário por extracção mineira 162.35 Mg de urânio.
Para se processar as 162.35 Mg de urânio é necessário no mínimo 77.9 Mg de flúor
A nível global são produzidas 68000 Mg de urânio por ano sendo necessário no mínimo 32600 Mg de flúor
Este urânio após processamento transforma-se em urânio enriquecido o qual é revestido com uma liga de zircónio (uma liga de zircónio muito puro e que apenas contém pequenas quantidades de outros metais, estanho ou níquel).
Ora para purificar o zircónio é necessário utilizar cloro… E é preciso purificar o zircónio pois este contém háfnio o qual é prejudicial ao núcleo dos reactores.
E lá vamos nós…
São necessárias 1,56 gr de cloro para purificar 1 gr de zircónio.
Assim para se produzir 20-40 Mg da Liga de Zircónio para cada recarga do reactor são necessárias 31-62 Mg de cloro extremamente puro. Isto será sempre o mínimo pois para se obter um produto de elevada pureza grandes quantidades terão de ser processadas…
A nível mundial cerca de 7600 Mg de urânio enriquecido é convertido em combustível nuclear por ano, necessitando um mínimo de 7600-15200 Mg de liga de zircónio, a qual necessita no mínimo de 11700-23400 Mg de cloro.
Cerca de 80% da produção mundial  de zircónio é absorvida pela industria nuclear. E este zircónio não poderá ser reciclado devido à elevada radioactividade resultante da utilização no reactor nuclear.
Ora podemos imaginar apenas por estes valores as quantidades gigantescas de energia  utilizada e gases emitidos no processo nuclear.

E sabendo que a maioria destes produtos são obtidos através de extracção mineira já se está a ver o resultado…

Mas o MITO DO NUCLEAR não se fica por aqui…
Continua brevemente…
Artigo anterior
Artigo seguinte
Deixe um comentário

Escreve um pensamento... E não te preocupes com nada! Tens neste espaço liberdade total para escreveres o que te apetecer e como te apetecer! Sem restrições!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: