89…

“A paz e a sobrevivência da vida na Terra como conhecemos está ameaçada pelas actividades humanas que não têm um compromisso com valores humanitários. A destruição da natureza e dos recursos naturais são fruto da ignorância, ganância e falta de respeito pelas coisas vivas da terra.

Esta falta de respeito estende-se aos descendentes humanos da terra, as futuras gerações herdarão um planeta extensamente degradado, se a paz no mundo não se tornar uma realidade, e se a destruição do meio ambiente continuar ao ritmo actual.

Os nossos antepassados viam a terra “tão rica e abundante”, que o é. Muitas pessoas no passado também viram a natureza como sustentável-mente inesgotável, o que sabemos agora é que só assim é se nos importarmos com ela.

Não é difícil perdoar a destruição do passado, que resultou da ignorância. Hoje, porém, temos acesso a mais informação, e é essencial que nós re-examinemos eticamente o que herdamos, e pelo que nós somos responsáveis, e o que vamos passar para as gerações futuras. É evidente que esta é uma geração fundamental. A comunicação global é possível, no entanto confrontos ocorrem mais frequentemente do que os diálogos significativos para a paz.

Nossas maravilhas nas áreas da ciência e da tecnologia são ultrapassadas por muitas tragédias em curso, inclusive a inanição humana em algumas partes do mundo, e extinção de outras formas de vida.

A exploração do espaço exterior ocorre ao mesmo tempo em que os oceanos da própria terra, mares e áreas de água doce estão cada vez mais poluídas, e as formas de vida que aí habitam são desconhecidos ou incompreendidas.

Muitos dos habitats da Terra, animais, plantas, insectos e até microorganismos que conhecemos e que são raras ou ameaçadas de extinção, podem nunca vir a ser conhecidas pelas gerações futuras. Temos a capacidade e a responsabilidade. Precisamos agir antes que seja tarde demais.”

Artigo anterior
Artigo seguinte
Deixe um comentário

4 comentários

  1. Texto acertadíssimo. Presumo tratar-se de um texto do Dalai Lama de 1990. Tem quase 20 anos e não podia estar mais actual. Um dia destes também ponho lá no blogue. faz bem reflectir nestas palavras sábias.
    Um abraço

    Responder
  2. Mais precisamente 5 Junho de 1986… mas para quem lê não pode ser mais actual…

    Responder
  3. parece que foi escrito hoje de manhã…

    Responder
  4. Afinal tem mais de 23 anos… como se fosse hoje, mesmo!

    Responder

Escrever um pensamento...

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: